terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Sabotagem para não alimentar o sistema

 

Toda vez que há uma maior percentagem de pessoas que descobrem os furos que este sistema possui na sua  base,  vislumbram o seu impacto negativo na nossa sociedade, nas instituições e o modo de vida e a organização geral. Como resultado, um número progressivamente crescente de pessoas optam por trabalhar e tomar medidas para mudar as coisas para melhor.

image
É por isso que  vemos como os cidadãos vão às ruas para exigir dos governantes e da  elite global uma mudança para um mundo mais justo e melhor para todos. O evento global do dia 15 de outubro e do movimento Wall Street   são um reflexo disto, bem como o apoio social cada vez mais evidente.recebido dos anônimos.
No entanto, muitas vezes cometem o erro de que nada podemos fazer individualmente para não alimentar o sistema e não depender dele. Ações coletivas são necessárias, mas as ações individuais que podemos tomar é outro grão de areia que podemos oferecer, além de que vamos sentir a consciência menos culpada . Há muitas coisas que podemos fazer em relação aos nossos hábitos diários e estilo de vida. Aqui eu coloquei alguns exemplos:

 
-Tentando se tornar menos dependente dos bancos. Se possível, recolher o seu pagamento em dinheiro e poupar o seu dinheiro em casa. Eles vendem muito cofres bons que resistem mesmo a fogo pesado. Conversar com as empresas que prestarão serviços de eletricidade, água, telefone, internet e outros para ver se você pode pagar suas contas de outra forma. Se você não pode evitar tais coisas, tente deixar o mínimo de dinheiro  possível no banco, e tenha certeza que o banco é um banco cooperativo nacional. Evite grandes bancos como o Citibank, Deutsche Bank, Santander, Barclays, Bank of America ...
- Nunca pedir um empréstimo. Não fazer hipoteca, para escravizá-lo.  Eu nunca mais vou tirar um cartão de crédito e, se possível, não de débito. Tente evitar parcelas.
-Reduza o consumo, tentar viver um pouco abaixo de suas condicoes para economizar. Evite comprar algo só porque você gosta dele, tente também será útil e necessário. Fazer uma lista de compras e ir às compras e só o comércio, quando você realmente precisa de algo.

image

Tentar salva r o máximo possível de luz e água. Comprar bens em segunda mão. Desconecte os dispositivos de energia quando nao estiver utilizando, não deixe sua TV ou computador ligados sem uso, a compra de lâmpadas economizadoras de energia, economize na hora de tomar banho, eu não renovo seu guarda-roupa a cada temporada, não troque seu telefone a cada dois ou três meses ... com vícios, como cigarro ou álcool, ou de bens desnecessários, tais como cosméticos, produtos de limpeza também ... Não caia no truque de datas importantes como dia de pai, mãe, Natal, Dia dos Namorados ... demonstre seu amor com ações e não com objetos.
Escolha bem o que voce compra. Tente comprar produtos orgânicos (frutas, roupas, leite ...). Comprar marcas genéricas e de alimentos, roupas, remédios e tudo mais. Eles geralmente têm uma qualidade semelhante à das melhores marcas conhecidas. Evite marcas como a Zara, Nike, Adidas, Nestlé, Coca Cola, Tommy Hilfiger, entre muitos outros, como essas empresas exploram mão de obra barata no Terceiro Mundo, e outras práticas antiéticas. Informe-se sobre as práticas das empresas que oferecem produtos que você consome e evite a compra de tais produtos se eles são negativos. Tente comprar roupas e alimentos em lojas locais e evite os grandes supermercados.

 image

Saiba mais sobre lojas de comércio justo
-Não compre um veículo particular, a menos que seja indispensável ​​para o trabalho e / ou falta de transportes públicos. As vantagens de ter um carro é muito questionável pelos custos envolvidos para você e para a sociedade. Se você não tem outro jeito, tente comprar em segunda mão. Você sempre pode usar uma bicicleta ou transportes públicos.
-Personalize seus hábitos alimentares. Aumentar o consumo de frutas, grãos e legumes, de preferência orgânico e que são de seu país. Reduzir ou evitar o consumo de carne. Danos ecológicos e a pobreza gerada pela indústria da carne são terríveis e óbvias. Evitar restaurantes de fast food. Evite alimentos de conveniência, cozinhe sua própria comida.
-Se você é capaz, tente produzir seus próprios recursos. Colocar painéis solares, ou converse com seus vizinhos para ver se você pode geral economia na sua comunidade, se puder. Aprenda a fazer suas próprias roupas, ou plantar a sua própria comida.
-Reduzir o consumo de televisão. Se você tem filhos, os limites de sua utilização e, se possível, evitar o uso até os anos 7 ou 8 anos. Desligue a TV durante os comerciais ou mudar de canal. Tentar assistir à TV apenas se você quiser um programa em particular, não por inércia.
-Gastar mais dinheiro em um produto que você sabe que vai durar mais tempo e pode ser reparado. Toda vez que você comprar as coisas que duram menos, para ser descartado voce estara contribuindo com o consumismo. Vale a pena gastar mais dinheiro em um produto que vai durar muito mais.

image

-Reduzir, reutilizar, reparar e reciclar tudo o que puder. O papel, plástico, vidro, vestuário, alumínio, medicamentos, baterias e até mesmo alimentos podem ser reutilizados, reparados e reciclados. Aprenda sobre ele. Antes que você jogue alguma coisa, pergunte se alguém precisa dele. Nunca jogar comida. Comprar papel reciclado e materiais que podem ser reciclados.
-Colaborar com ONGs ou em um serviço voluntário. Envolva-se em plataformas de estudantes, instituições de caridade.
-Seja muito crítico e reflexivo com o que você vê e ouve.
- Refleta. Mantenha sua mente aberta a todos, mas verificar cada idéia, cada costume, cada ação,.E isso é tudo. Como você vê, são pequenas ações que todos nós podemos fazer, se adotarmos, podemos ajudar a fazer deste mundo um lugar melhor. Há muitas coisas que podemos fazer, espero que voce investigue e descubra por si mesmo.

Afinal, muitas mudancas estão para vir e temos que estar preparados.

Sutil

2 comentários:

Karine Velasco disse...

muito interessante esse seu post sutil! Fazemos parte de um mundo muito capitalista, onde as diversas formas de sistema adotados se contradizem, mas que possuem um "q" do capitalismo. É a sociedade do consumo, onde se produz mais para se consumir mais...muitas pessoas adquirem certas coisas apenas por status e não por necessidade, e aí vamos alimentando cada vez mais com esse sistema que lucra com isso. Acredito que isso aconteça, pois cada vez mais as pessoas encontram-se acomodadas fisicamente, mentalmente, emocionalmente e até espiritualmente e isso para o sistema é como ganhar na loteria, mas tudo são consequências.
Mas acredito muito no poder individual e na capacidade do ser humano, em um dia acordar desse sistema acomodativo..é um trabalho de formiguinha.
Beijos em seu coração,
Karine A. Velasco

VERDADE OCULTA disse...

BOMMM DIA SUTIL

GRANDE ABRAÇO

BRUNO